Expectativa de retomada econômica em 2017 diminui

O fraco desempenho da atividade econômica no Brasil já fez com que analistas descartassem uma retomada do crescimento neste ano; diante da sucessão de resultados negativos no setor obtidos pelo governo Temer, especialmente o desempenho ruim da indústria e do comércio no terceiro trimestre, a expectativa de recuperação a partir de 2017 também está sendo reduzida; para 2016, as projeções para o PIB, que anteviam uma recessão de 3%, agora se situam em 3,5%; para o próximo ano, as estimativas indicavam um crescimento de até 2%, mas agora estão mais próximas de 1%; alguns analistas, como os do Banco Fator, já preveem expansão zero

Renda e economia. Foto: Marcos Santos/USP Imagens
Renda e economia. Foto: Marcos Santos/USP Imagens (Foto: Giuliana Miranda)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O fraco desempenho da atividade econômica no Brasil já fez com que analistas descartassem uma retomada do crescimento neste ano. Diante da sucessão de resultados negativos no setor obtidos pelo governo Temer, especialmente o desempenho ruim da indústria e do comércio no terceiro trimestre, a expectativa de recuperação a partir de 2017 também está sendo reduzida. As informações são do Valor.

"Para 2016, as projeções para o PIB, que anteviam uma recessão de 3%, agora se situam em 3,5%. Para o próximo ano, as estimativas indicavam um crescimento de até 2%, mas agora estão mais próximas de 1%, Alguns analistas, como os do Banco Fator, já preveem expansão zero. 

A vitória de Donald Trump nas eleições americanas ºe um novo complicador, porque eleva a incerteza internacional e já provoca desvalorização de moedas emergentes, como o real. Esse movimento cambial gera inflação e pode levar o Banco Central a ser mais cauteloso no ciclo da queda de juros. 

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247