"Falta um ministro da Fazenda", diz Jaques Wagner sobre articulação da PEC da Transição

Senador afirmou que o presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva, ainda está refletindo sobre quem indicará ao cargo

www.brasil247.com - Jaques Wagner
Jaques Wagner (Foto: Elza Fiúsa/Agência Brasil)


247 - O ex-ministro e senador Jaques Wagner (PT-BA), da transição do governo Lula (PT), afirmou que a indicação de quem será o ministro a Fazenda a partir do início do próximo mandato facilitaria o processo de articulação pela PEC da Transição no Congresso Nacional.

“Eu acho que falta, por enquanto, um ministro da Fazenda. (...) Eu acho que facilita (se um ministro fosse indicado agora), mas isso é uma opinião. Quem vai decidir é o presidente da República”, manifestou.

O parlamentar se reúne com o presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), nesta sexta-feira (25) em São Paulo e pretende passar a ele o cenário atual da transição em Brasília. Lula está se recuperando de um procedimento médico.

De acordo com Jaques Wagner, Lula ainda está refletindo sobre a indicação para a Fazenda: “não tem nome na mesa, tem na cabeça do presidente”. “Nós vamos conversar, eu vou dar o quadro para ele. Ele está refletindo, está olhando as coisas”.

A presidente do PT, deputada federal Gleisi Hoffmann (PR), afirmou nesta quarta-feira que o impasse em relação à PEC da Transição está no tempo de validade do texto. Tanto Gleisi quanto Jaques Wagner defendem o prazo de quatro anos, “mas nem sempre na democracia você sai com seu desejo atendido”, afirmou o senador.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247