Fiesp vai recorrer à Justiça e ao Congresso contra tabelamento do frete

O presidente da Fiesp, José Ricardo Roriz, disse, que a entidade irá continuar buscando reverter na Justiça e junto ao Congresso Nacional o tabelamento do frete rodoviário, uma das medidas anunciadas pelo governo Michel Temer para encerrar a greve dos caminhoneiros. Segundo Roriz, a criação de preços mínimos é ineficaz e viola a livre inciativa; Medida Provisória 832/2018, que trata do assunto, foi aprovada nesta quarta-feira (4) e deverá ser votada pelos plenários da Câmara e do Senado

Fiesp vai recorrer à Justiça e ao Congresso contra tabelamento do frete
Fiesp vai recorrer à Justiça e ao Congresso contra tabelamento do frete (Foto: Helcio Nagamine/Fiesp)

247 - O presidente da Federação das Indústrias de São Paulo (Fiesp), José Ricardo Roriz, disse, por meio de nota, que a entidade irá continuar buscando reverter na Justiça e junto ao Congresso Nacional o tabelamento do frete rodoviário, uma das medidas anunciadas pelo governo Michel Temer para encerrar a greve dos caminhoneiros. Segundo Roriz, a criação de preços mínimos é ineficaz e viola a livre inciativa.

Para ele, o setor de transporte é formado por milhares de caminhoneiros que "ter concorrência tabelada é coisa sem pé nem cabeça".

A Medida Provisória 832/2018, que trata do assunto, foi aprovada nesta quarta -feira (4) pela Comissão Mista e deverá ser votada pelos plenários da Câmara e do Senado.

 

Conheça a TV 247

Mais de Economia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247