Fluxo cambial de fevereiro fica negativo em US$ 1,1 bi

O fluxo cambial, diferença entre entrada e saída de dólares do país, encerrou fevereiro negativo em US$ 1,142 bilhões, conforme informou hoje (4) o Banco Central (BC); com isso, o saldo acumulado nos dois primeiros meses de 2015 também ficou negativo em US$ 246 milhões; quando o fluxo cambial fica negativo, significa que, no período, a saída de dólares do Brasil superou a entrada

Brasileiro troca reais por dólares em corretora de câmbio no centro do Rio de Janeiro. O dólar fechou em baixa frente ao real nesta terça-feira, interrompendo sequência de duas altas, num pregão marcado por forte volatilidade e novamente com o Banco Centr
Brasileiro troca reais por dólares em corretora de câmbio no centro do Rio de Janeiro. O dólar fechou em baixa frente ao real nesta terça-feira, interrompendo sequência de duas altas, num pregão marcado por forte volatilidade e novamente com o Banco Centr (Foto: Paulo Emílio)

Agência Brasil - O fluxo cambial, diferença entre entrada e saída de dólares do país, encerrou fevereiro negativo em US$ 1,142 bilhões, conforme informou hoje (4) o Banco Central (BC). Com isso, o saldo acumulado nos dois primeiros meses de 2015 também ficou negativo em US$ 246 milhões. Quando o fluxo cambial fica negativo, significa que, no período, a saída de dólares do Brasil superou a entrada.

O saldo negativo mensal ocorreu por causa do segmento financeiro, que inclui investimentos em títulos, remessas de lucros e dividendos ao exterior e investimentos estrangeiros diretos, entre outras operações. O fluxo cambial resultante dessas transações ficou negativo em US$ 1,710 bilhões.

No segmento comercial, que abrange as operações de câmbio relacionadas a exportações e importações, o resultado ficou positivo em US$ 567 milhões.

Em janeiro, o saldo da entrada e saída de dólares havia ficado positivo em US$ 3,903 bilhões. O fluxo encerrou 2014 no vermelho, negativo em US$ 9,287 bilhões.

Conheça a TV 247

Mais de Economia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247