Fundador da CVC deixa conselho após operação da PF

Fundador do grupo CVC, a maior agência de turismo do País, Guilherme Paulus, pediu afastamento temporário do cargo de presidente do Conselho de Administração da CVC Corp, cinco dias depois de ver sua marca envolvida nas investigações da Polícia Federal e da Receita Federal na Operação Descarte, que investiga esquema de lavagem de dinheiro em empresas

Fundador do grupo CVC, a maior agência de turismo do País, Guilherme Paulus, pediu afastamento temporário do cargo de presidente do Conselho de Administração da CVC Corp, cinco dias depois de ver sua marca envolvida nas investigações da Polícia Federal e da Receita Federal na Operação Descarte, que investiga esquema de lavagem de dinheiro em empresas
Fundador do grupo CVC, a maior agência de turismo do País, Guilherme Paulus, pediu afastamento temporário do cargo de presidente do Conselho de Administração da CVC Corp, cinco dias depois de ver sua marca envolvida nas investigações da Polícia Federal e da Receita Federal na Operação Descarte, que investiga esquema de lavagem de dinheiro em empresas (Foto: Aquiles Lins)

247 - O fundador do grupo CVC, a maior agência de turismo do País, Guilherme Paulus, pediu afastamento temporário do cargo de presidente do Conselho de Administração da CVC Corp, cinco dias depois de ver sua marca envolvida nas investigações da Polícia Federal e da Receita Federal na Operação Descarte, que investiga esquema de lavagem de dinheiro em empresas.

As investigações da PF apontam simulação de prestação de serviços por meio da Orion Brasil Importação e Distribuição Ltda e da Orion Brasil Construções e Empreendimentos Ltda, do empresário Atila Reys Silva. Entre os recebimentos apontados como indevidos pela Orion estão R$ 37 milhões da CVC Operadora e Agência de Viagens TUR. Os pagamentos referiam-se a supostos serviços advocatícios prestados à CVC TUR sem "o devido comprovante de prestação de serviços", segundo a PF.

A CVC reiterou ontem que a CVC TUR não faz parte das empresas pertencentes ao grupo e que "não possui e nunca possuiu relação ou efetuou qualquer operação com as demais empresas ou pessoas citadas na imprensa". A CVC Corp informou que ela e a CVC TUR não têm nenhuma relação formal desde 2009. Mas, as duas empresas têm em comum o empresário Guilherme Paulus.

Sobre a Operação Descarte, informada pela Polícia Federal na quinta-feira da semana passada, a GJP Hotels & Resorts informou, em nota, que "a holding controladora dos negócios do empresário Guilherme Paulus está à disposição da Justiça e aguarda mais informações a respeito do processo para se pronunciar".

As informações são do jornal Valor Econômico

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247