Gabas: se aposentar aos 50 anos é equívoco

"A expetativa de sobrevida está batendo 84 anos, e a sociedade brasileira ainda tem como premissa que deve se aposentar aos 50. A média de aposentadoria hoje é 54 anos. Tem um equívoco aí. Por falta de informação, as pessoas acabam tomando medidas que são prejudiciais a elas próprias", disse o ministro da Previdência Social, Carlos Eduardo Gabas; ele defendeu que o brasileiro poupe mais e para se precaver mais para o futuro

"A expetativa de sobrevida está batendo 84 anos, e a sociedade brasileira ainda tem como premissa que deve se aposentar aos 50. A média de aposentadoria hoje é 54 anos. Tem um equívoco aí. Por falta de informação, as pessoas acabam tomando medidas que são prejudiciais a elas próprias", disse o ministro da Previdência Social, Carlos Eduardo Gabas; ele defendeu que o brasileiro poupe mais e para se precaver mais para o futuro
"A expetativa de sobrevida está batendo 84 anos, e a sociedade brasileira ainda tem como premissa que deve se aposentar aos 50. A média de aposentadoria hoje é 54 anos. Tem um equívoco aí. Por falta de informação, as pessoas acabam tomando medidas que são prejudiciais a elas próprias", disse o ministro da Previdência Social, Carlos Eduardo Gabas; ele defendeu que o brasileiro poupe mais e para se precaver mais para o futuro (Foto: Roberta Namour)

247 - O ministro da Previdência Social, Carlos Eduardo Gabas, criticou o modelo previdenciário atual e a falta de planejamento das famílias brasileiras:

"A expetativa de sobrevida está batendo 84 anos, e a sociedade brasileira ainda tem como premissa que deve se aposentar aos 50. A média de aposentadoria hoje é 54 anos. Tem um equívoco aí. Por falta de informação, as pessoas acabam tomando medidas que são prejudiciais a elas próprias", disse.

Na cerimônia de abertura da 2ª Semana Nacional de Educação Financeira, ele defendeu que o povo poupe mais e para se precaver mais para o futuro.

"Educação financeira não é culto ao dinheiro. É mecanismo, a gente usa isso. Por mais que a gente não goste da sociedade como ela é, consumista, egoísta, é uma ferramenta para lidarmos melhor com o dinheiro.
Precisamos disso no dia-a-dia", afirmou Gabas.

Conheça a TV 247

Mais de Economia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247