Gabeira: caso Esteves levanta questão sobre o capitalismo brasileiro

Segundo o jornalista Fernando Gabeira, o sucesso de personagens como o banqueiro André Esteves, preso na semana passada, depende da "associação criminosa com o governo"

SAO PAULO 26-02-2010   ESPECIAL CADERNO DE NEGOCIOS   EMBARGADO  Andre Esteves presidente da BTG Pactual. FOTO JONNE RORIZ/AE
SAO PAULO 26-02-2010 ESPECIAL CADERNO DE NEGOCIOS EMBARGADO Andre Esteves presidente da BTG Pactual. FOTO JONNE RORIZ/AE (Foto: Leonardo Attuch)

247 – O jornalista Fernando Gabeira fez uma reflexão neste domingo sobre a natureza do capitalismo de Estado brasileiro, no artigo O amigo oculto. Segundo ele, o sucesso de personagens como o banqueiro André Esteves, preso na semana passada, depende da "associação criminosa" com o governo. Confira abaixo:

Com a prisão de Delcídio, o braço político de Pasadena sofre o primeiro golpe. E mostrou o que se afirma em alguns artigos: a quadrilha não quer controlar apenas o governo, mas o Congresso e o Supremo. Mas as prisões do meio de semana levaram também o banqueiro André Esteves. Um importante banqueiro, que, ao lado de Marcelo Odebrecht, coloca uma importante questão sobre o capitalismo brasileiro. Esteves e Odebrecht são dois homens de sucesso, símbolos dos empresários que tocam o Brasil. Mas os fatos estão mostrando que a associação criminosa com o governo é um método comum a ambos. Naturalmente, não expressam a posição de todos os empresários. Assim como a maioria dos bandidos não sintetiza as aspirações políticas do país.

Bumlai, Esteves, Delcídio na cadeia ajudam a compreender a decadência da vida pública no Brasil, incluindo os empresários que se associam ao crime, sem hesitação, para impulsionar suas carreiras.

Conheça a TV 247

Mais de Economia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247