Gasolina deve sofrer aumento de 7%

Informação foi publicada pelo jornal O Estado de S.Paulo; reportagem afirma que anúncio será feito na próxima semana, depois que o ministro da Fazenda, Guido Mantega, voltar de férias

Gasolina deve sofrer aumento de 7%
Gasolina deve sofrer aumento de 7%
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O preço da gasolina deve sofrer aumento de 7% depois de dez anos sem reajuste, informou o jornal O Estado de S.Paulo. O anúncio do governo deve ser feito na próxima semana, junto com o reajuste do diesel (que sofrerá aumento entre 4% e 5%), de acordo com a reportagem, que não cita fontes. Segundo o texto, a equipe econômica do governo estuda medidas econômicas que evitem piora nos índices de inflação, diante do aumento.

"A decisão de conceder o reajuste na gasolina e no óleo diesel já está tomada no Ministério da Fazenda e recebeu o aval do Palácio do Planalto. Mas o ministro da Fazenda, Guido Mantega, que também é o presidente do Conselho de Administração da Petrobrás, só vai bater o martelo sobre o aumento e a fórmula que será adotada para amenizar esse repasse ao consumidor quando voltar das férias, na semana que vem", cita trecho da reportagem.

O jornal lembra que o aumento no preço do combustível é desejado pela Petrobras. De acordo com a presidente da estatal, Maria das Graças Foster, o combustível está com defasagem de 15%. Na semana que vem, Mantega também terá de decidir sobre a possível redação alíquota de tributos da cadeia produtiva, como o PIS/Cofins, que contribuiria para aliviar o impacto do reajuste. No entanto, ainda há resistência por parte de economistas, de acordo com a reportagem, para a redução de impostos, visto que a expectativa de arrecadação para o ano não é otimista.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email