Gigante em gestação, com ajuda do BNDES

Investimentos do banco no setor de papel e celulose, que ultrapassam R$ 12 bi nos últimos 12 anos, podem criar player global comparável à Vale no setor de mineração, diz jornal

Gigante em gestação, com ajuda do BNDES
Gigante em gestação, com ajuda do BNDES (Foto: Shutterstock)

247 - O BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Social) pode estar gestando um gigante no setor de papel e celulose no Brasil, comparável à Vale na mineração, como o maior investidor desta indústria, segundo o jornal Valor Econômico.

O banco já desembolsou mais de R$ 12,4 bilhões em investimentos nas principais empresas de papel e celulose do País entre 2000 e 2011. No primeiro semestre de 2012, os desembolsos ficaram em torno de R$ 1,9 bilhão.

"Analistas não têm dúvida de que o banco seguirá, ainda por muito tempo, como principal fonte de financiamento dos projetos da indústria, intensiva em capital e com investimentos de longa maturação", diz o Valor.

O jornal assinala que o BDNES é acionista majoritário da Fibria, segundo maior da Suzano Papel e Celulose, um dos grandes detentores de papéis de Klabin -- com algo em torno de R$ 4,5 bilhões em ações das três principais empresas.

Além disso, o banco é o principal credor da Eldorado, ainda em fase pré-operacional, com um empréstimo de R$ 2,7 bilhões.

"Não seria surpresa se, em cinco anos, o BNDES promovesse a consolidação [da indústria de celulose]", disse o analista Felipe Reis, do Santander, ao Valor. "Costumo brincar que, na verdade, o BNDES é o maior produtor de celulose de eucalipto do mundo."

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247