Golpe deixou brasileiros 9,1% mais pobres

Impacto da queda do PIB sobre a renda do brasileiro foi grande diante da recessão econômica que tomou o País desde que se deu início ao movimento para impedir a governabilidade de Dilma Rousseff e o golpe, posteriormente, para tirá-la do poder; segundo dados do IBGE, desde 2014, quando Dilma venceu a reeleição e teve o resultado questionado pelo adversário derrotado, Aécio Neves, o PIB per capita (valor total do PIB dividido pela população) caiu 9,1%, de acordo com o IBGE; trata-se da maior queda no índice desde 2000

São Paulo - Manifestação na Avenida Paulista, região central da capital, contra a corrupção e pela saída da presidenta Dilma Rousseff (Rovena Rosa/Agência Brasil)
São Paulo - Manifestação na Avenida Paulista, região central da capital, contra a corrupção e pela saída da presidenta Dilma Rousseff (Rovena Rosa/Agência Brasil) (Foto: Gisele Federicce)

247 - A população foi duramente atingida economicamente com o golpe parlamentar que tirou Dilma Rousseff do poder e trouxe, mesmo sem votos, Michel Temer à presidência da República.

Segundo dados do IBGE, a população empobreceu 9,1%, diante da recessão econômica que tomou o País desde que se deu início ao movimento para impedir a governabilidade de Dilma e o golpe, posteriormente, para tirá-la do Planalto.

Desde 2014, quando Dilma venceu a reeleição e teve o resultado questionado pelo adversário derrotado, Aécio Neves, essa foi a queda do PIB per capita (valor total do PIB dividido pela população), o maior tombo do índice desde 2000.

O PIB total, enquanto isso, cresceu 0,5% em 2014 e caiu 7,2% no acumulado de 2015 e 2016, de acordo com dados divulgados em reportagem da Folha nesta terça-feira.

Conheça a TV 247

Mais de Economia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247