Governo desconta rombo no trabalhador e reduz salário mínimo para 2018

Governo de Michel Temer reduziu a proposta de salário mínimo para 2018 de R$ 979 para R$ 969, como uma das medidas para tentar evitar que o rombo nas contas públicas fique em R$ 159 bilhões no próximo ano, segundo a nova meta fiscal definida pelo governo; atualmente, o salário mínimo está em R$ 937; com a decisão de conceder um reajuste R$ 10 menor ao salário mínimo no próximo ano, o governo diz que economizará cerca de R$ 3 bilhões em gastos em 2018

Governo de Michel Temer reduziu a proposta de salário mínimo para 2018 de R$ 979 para R$ 969, como uma das medidas para tentar evitar que o rombo nas contas públicas fique em R$ 159 bilhões no próximo ano, segundo a nova meta fiscal definida pelo governo; atualmente, o salário mínimo está em R$ 937; com a decisão de conceder um reajuste R$ 10 menor ao salário mínimo no próximo ano, o governo diz que economizará cerca de R$ 3 bilhões em gastos em 2018
Governo de Michel Temer reduziu a proposta de salário mínimo para 2018 de R$ 979 para R$ 969, como uma das medidas para tentar evitar que o rombo nas contas públicas fique em R$ 159 bilhões no próximo ano, segundo a nova meta fiscal definida pelo governo; atualmente, o salário mínimo está em R$ 937; com a decisão de conceder um reajuste R$ 10 menor ao salário mínimo no próximo ano, o governo diz que economizará cerca de R$ 3 bilhões em gastos em 2018 (Foto: Aquiles Lins)

247 - O governo de Michel Temer reduziu a proposta de salário mínimo para 2018 de R$ 979 para R$ 969, como uma das medidas para tentar evitar que o rombo nas contas públicas fique em R$ 159 bilhões no próximo ano, segundo a nova meta fiscal definida pelo governo. Atualmente, o salário mínimo está em R$ 937.

Com a decisão de conceder um reajuste R$ 10 menor ao salário mínimo no próximo ano, o governo diz que economizará cerca de R$ 3 bilhões em gastos em 2018. 

O salário mínimo ficará sem ganho real para o próximo ano.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247