Governo federal que cobrar devedores pelo Whatsapp e Facebook

Governo federal vai pedir ao Congresso que autorize a cobrança de débitos inscritos na dívida ativa da União por meio de aplicativos de mensagens, redes sociais e call centers; projeto de lei, que está dentro do pacote da reforma da Previdência do governo Jair Bolsonaro, deverá ser enviado à Câmara na próxima semana; segundo o projeto, a PGFN poderá contratar empresas de serviços digitais para realizarem as cobranças por meio de aplicativos como Facebook, Whatsapp e call centers

Governo federal que cobrar devedores pelo Whatsapp e Facebook
Governo federal que cobrar devedores pelo Whatsapp e Facebook

247 - O governo federal vai pedir ao Congresso que autorize a cobrança de débitos inscritos na dívida ativa da União por meio de aplicativos de mensagens, redes sociais e call centers. O projeto de lei, que está dentro do pacote da reforma da Previdência do governo Jair Bolsonaro, deverá ser enviado à Câmara na próxima semana.

O objetivo é ampliar o índice de recuperação dos recursos inscritos na dívida ativa, atualmente avaliada em cerca de R$ 2 trilhões, e reduzir os custos com a cobrança. Ainda segundo o governo, ao permitir que os devedores também renegociem seus débitos mais rapidamente, os juros cobrados também seriam reduzidos.

"Todos os mecanismos que as empresas privadas utilizam para cobrar débitos, a PGFN [Procuradoria Geral da Fazenda Nacional] vai passar a usar também", disse o procurador-geral adjunto de gestão da Dívida Ativa da União, Cristiano Neuenschwander, ao jornal Folha de S. Paulo.

Segundo o projeto, a PGFN poderá contratar empresas de serviços digitais para realizarem as cobranças por meio de aplicativos como Facebook, Whatsapp e call centers.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247