Governo quer restringir compras em sites internacionais

Equipe de Michel Temer prepara medidas para taxar compras em sites como o chinês Alibaba e o americano Amazon; hoje, encomendas de até US$ 50 entram no país sem imposto; a ideia é enterrar a regra, taxando todo tipo de remessa, ou adotar um valor apenas simbólico para a isenção; segundo a colunista Natuza Nery; a iniciativa foi debatida por Henrique Meirelles (Fazenda) e Marcos Pereira (Indústria) nesta quinta (28) e é bem vista pela equipe econômica, que promete definir em breve as mudanças

Equipe de Michel Temer prepara medidas para taxar compras em sites como o chinês Alibaba e o americano Amazon; hoje, encomendas de até US$ 50 entram no país sem imposto; a ideia é enterrar a regra, taxando todo tipo de remessa, ou adotar um valor apenas simbólico para a isenção; segundo a colunista Natuza Nery; a iniciativa foi debatida por Henrique Meirelles (Fazenda) e Marcos Pereira (Indústria) nesta quinta (28) e é bem vista pela equipe econômica, que promete definir em breve as mudanças
Equipe de Michel Temer prepara medidas para taxar compras em sites como o chinês Alibaba e o americano Amazon; hoje, encomendas de até US$ 50 entram no país sem imposto; a ideia é enterrar a regra, taxando todo tipo de remessa, ou adotar um valor apenas simbólico para a isenção; segundo a colunista Natuza Nery; a iniciativa foi debatida por Henrique Meirelles (Fazenda) e Marcos Pereira (Indústria) nesta quinta (28) e é bem vista pela equipe econômica, que promete definir em breve as mudanças (Foto: Roberta Namour)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – A equipe de Michel Temer prepara medidas para taxar compras em sites como o chinês Alibaba e o americano Amazon. Hoje, encomendas de até US$ 50 entram no país sem imposto.

A ideia é enterrar a regra, taxando todo tipo de remessa, ou adotar um valor apenas simbólico para a isenção; segundo a colunista Natuza Nery.

A iniciativa foi debatida por Henrique Meirelles (Fazenda) e Marcos Pereira (Indústria) nesta quinta (28) e é bem vista pela equipe econômica, que promete definir em breve as mudanças, segundo o Painel.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247