Governo vai exigir internet ilimitada da operadoras

Decisão diz respeito a uma medida polêmica da Vivo, que anunciou com limites de tráfego de dados, como na internet móvel; será elaborado um termo de compromisso com a exigência da venda de pacotes ilimitados; a garantia de que contratos com usuários não serão modificados; e o desenvolvimento de uma ferramenta que mostre ao usuário o seu perfil de consumo

Decisão diz respeito a uma medida polêmica da Vivo, que anunciou com limites de tráfego de dados, como na internet móvel; será elaborado um termo de compromisso com a exigência da venda de pacotes ilimitados; a garantia de que contratos com usuários não serão modificados; e o desenvolvimento de uma ferramenta que mostre ao usuário o seu perfil de consumo
Decisão diz respeito a uma medida polêmica da Vivo, que anunciou com limites de tráfego de dados, como na internet móvel; será elaborado um termo de compromisso com a exigência da venda de pacotes ilimitados; a garantia de que contratos com usuários não serão modificados; e o desenvolvimento de uma ferramenta que mostre ao usuário o seu perfil de consumo (Foto: Roberta Namour)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O governo vai exigir das operadoras de internet de banda larga a venda do serviço de consumo ilimitado. A decisão diz respeito a uma medida polêmica da Vivo, que anunciou com limites de tráfego de dados, como na internet móvel.

Segundo reportagem de Machado da Costa, será elaborado um termo de compromisso com a exigência da venda de pacotes ilimitados; a garantia de que contratos com usuários não serão modificados; e o desenvolvimento de uma ferramenta que mostre ao usuário o seu perfil de consumo.

Os compromissos não impedem que as empresas vendam pacotes limitados, mas impõe uma alternativa ao usuário.

Na última segunda-feira, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) resolveu proibir, por 90 dias, as operadoras de serviços de internet em banda larga de restringir a velocidade, suspender serviços ou cobrar excedente caso seja ultrapassado limites da franquia. Segundo a determinação, publicada no Diário Oficial da União, fica estabelecida uma multa diária de R$ 150 mil em caso de descumprimento, até o limite de R$ 10 milhões.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247