Guedes acompanha Bolsonaro e insinua que governadores fazem política com recursos contra pandemia

"Se aproveitar do momento em que a população brasileira está sendo abatida por um vírus, se aproveitar disso para fazer política, em vez de cuidar da saúde, seria uma traição ao povo brasileiro, inaceitável”, disse o ministro da Economia, Paulo Guedes

Ministro Paulo Guedes fala a jornalistas próximo a Jair Bolsonaro
Ministro Paulo Guedes fala a jornalistas próximo a Jair Bolsonaro (Foto: REUTERS/Ueslei Marcelino)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ministro da Economia, Paulo Guedes, acompanhou Jair Bolsonaro ao insinuar que governadores e prefeitos podem estar usando os recursos destinados ao enfrentamento da pandemia do novo coronavírus para fazer política. “Se aproveitar do momento em que a população brasileira está sendo abatida por um vírus, se aproveitar disso para fazer política, em vez de cuidar da saúde, seria uma traição ao povo brasileiro, inaceitável”, disse Guedes durante reunião virtual da comissão mista do Congresso de acompanhamento da crise sanitária. 

“Nós queremos ser monitorados, nós queremos ser fiscalizados, nós queremos ter certeza de que nós fizemos a nossa parte. Mandamos os recursos”, afirmou Guedes. Segundo o ministro, o governo federal já teria transferido cerca de R$ 90 bilhões para estados e municípios e que, com a proposta que deverá ser votada pelo Senado neste sábado (2), este valor poderá chegar a R$ 130 bilhões. 

“Se esse dinheiro entrar nos estados e não tiver a fiscalização dos TCEs [tribunais de contas estaduais] para saber se esse dinheiro está indo para o lugar certo, não tiver uma boa execução por prefeitos e governadores, nós gostaríamos que os senhores nos ajudassem a monitorar esses recursos”, emendou.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo APOIA.se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247