Guedes defende venda de ativos do Estado para enxugar máquina pública

O ministro da Economia, Paulo Guedes, defendeu a venda de ativos do Estado para enxugar a máquina pública. "Vamos vender ativos, a mensagem é clara", disse ele, afirmando que o governo tem atualmente 700 mil imóveis

Guedes defende venda de ativos do Estado para enxugar máquina pública
Guedes defende venda de ativos do Estado para enxugar máquina pública (Foto: Valter Campanato - ABR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ministro da Economia, Paulo Guedes, defendeu a venda de ativos do Estado para enxugar a máquina pública. "Vamos vender ativos, a mensagem é clara", disse ele, afirmando que o governo tem atualmente 700 mil imóveis.

O titular da pasta afirmou que, mesmo com pesquisas mostrando queda de popularidade do presidente Jair Bolsonaro, está "absolutamente confiante" de que alguma reforma da Previdência será aprovada, ainda que de impacto menor. "Caiu a popularidade, sorry, vai ser mais difícil, mas não me assusta. Bolsonaro tem legitimidade, proposta foi a anunciada durante a campanha. Congresso vai fazer a parte dele", afirmou.

Para Guedes, não conseguir fazer a capitalização "não é uma derrota" e ele repete que "não sairá na primeira derrota". "O máximo que vou fazer é, quando começar a bagunça, sair da sala e ir para casa", afirmou.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247