Guedes descarta prorrogar auxílio emergencial e estado de calamidade para 2021

Ministro da Economia, Paulo Guedes, reafirmou que o auxílio emergencial e o estado de calamidade chegarão ao fim em dezembro deste ano. Segundo ele, não existe articulação para que as medidas sejam válidas também para o próximo ano

Paulo Guedes
Paulo Guedes (Foto: ABr | Carolina Antunes/PR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Lisandra Paraguassu, Reuters - O ministro da Economia, Paulo Guedes, negou nesta quarta-feira a prorrogação do auxílio emergencial ou do estado de calamidade para além de dezembro deste ano.

Em entrevista à imprensa, Guedes disse que não há decisão de prorrogar ou articulação nesse sentido.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247