Guedes diz que programas Renda Brasil e Verde Amarelo virão após o fim do auxílio emergencial

Segundo o ministro da Economia, Paulo Guedes, a concessão do auxílio emergencial deverá chegar ao fim em até três meses, o que possibilitará o anúncio dos programas Renda Brasil e Verde Amarelo, de unificação de benefícios sociais, e de estímulo ao emprego, respectivamente

Paulo Guedes, a tchutchuca neoliberal
Paulo Guedes, a tchutchuca neoliberal (Foto: José Cruz/Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Reuters - O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou nesta terça-feira que dentro de dois a três meses, assim que acabar a concessão do auxílio emergencial estendido, o governo irá anunciar seus novos programas, citando especificamente o Renda Brasil, de unificação de benefícios sociais, e o Verde Amarelo, de estímulo ao emprego, como iniciativas para a retomada.

Em audiência pública em comissão do Congresso, Guedes afirmou que a extensão do auxílio será anunciada nesta terça-feira pelo presidente Jair Bolsonaro, mas não detalhou qual será a formatação dessa segunda etapa da ajuda a trabalhadores informais.

O ministro também fez um apelo para que o Congresso aprove num prazo de 60 a 90 dias os novos marcos regulatórios para cabotagem, setor elétrico e petróleo, rumo à mudança do regime de partilha para concessão.

Segundo o ministro, essas mudanças irão destravar juridicamente as fronteiras de investimento.

“Continuamos otimistas no sentido de que — eu nem diria otimistas — continuamos realistas no sentido de que é possível Brasil retomar as reformas estruturantes e o crescimento econômico antes do que a maioria dos analistas têm previsto”, disse.

Por Marcela Ayres

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247