Guedes se nega a comentar decisão de Bolsonaro que suspendeu reajuste do diesel

O ministro da Economia, Paulo Guedes, se recusou a comentar a decisão do presidente Jair Bolsonaro de intervir na Petrobrás para suspender o reajuste de 5,7% no preço do diesel nas refinarias; questionado ao sair de reuniões no FMI se havia sido consultado por Bolsonaro, Guedes afirmou que não sabia "nem" do que se tratava, pois havia passado o dia inteiro em reuniões em Washington; "Eu não sei nem do que vocês estão falando"

Guedes se nega a comentar decisão de Bolsonaro que suspendeu reajuste do diesel
Guedes se nega a comentar decisão de Bolsonaro que suspendeu reajuste do diesel (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ministro da Economia, Paulo Guedes, se recusou a comentar a decisão do presidente Jair Bolsonaro de intervir na Petrobrás para suspender o reajuste de 5,7% no preço do diesel nas refinarias. 

Questionado ao sair de reuniões no Fundo Monetário Internacional (FMI) se havia sido consultado por Bolsonaro, Guedes afirmou que não sabia "nem" do que se tratava, pois havia passado o dia inteiro em reuniões em Washington. "Eu não sei nem do que vocês estão falando", disse Guedes. 

Guedes afirmou ter passado "o dia todo trabalhando", e não ter informação suficiente sobre o assunto. "Eu tenho um silêncio ensurdecedor para os senhores", disse o ministro, diante da insistência dos jornalistas.

As ações da estatal na Bovespa tomaram um tombo de mais de 8% no pregão desta sexta, fazendo a empresa perder R$ 32,4 bilhões em valor de mercado.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email