Ibovespa tem pior queda desde março e dólar vai a R$ 4,04

Mercado viveu uma tempestade perfeita com números econômicos da China e da Europa renovando temores de recessão global, o que se refletiu nas bolsas dos EUA

Dólar e Yuan
Dólar e Yuan (Foto: Xinhua)

InfoMoney - O Ibovespa teve sua pior queda desde março nesta quarta-feira (14) após o mercado ser atingido em cheio por uma tempestade perfeita.

Foram dados econômicos fracos na Europa e na China, curva de juros dos Estados Unidos sinlizando uma recessão e vencimento dos futuros sobre o nosso índice dando ainda mais força aos vendidos.

Essa conjunção dos astros e das esferas não poderia dar em outra. O Ibovespa caiu 2,94% a 100.258 pontos com um impressionante volume financeiro negociado de R$ 40,246 bilhões, claramente influenciado pelo vencimento de opções sobre o índice. Foi a maior baixa em um só dia desde 27 março, quando o benchmark recuou 3,57%.

Já o dólar comercial subiu 1,86% a R$, 4,0397 na compra e a R$ 4,0405 na venda, no maior patamar desde 23 de maio deste ano, dia em que fechou cotado a R$ 4,0474. Enquanto isso, o dólar futuro com vencimento em setembro registra ganhos de 1,97% voltando a superar os R$ 4,0455.

Conheça a TV 247

Mais de Economia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247