Incompetente, Guardia culpa eleição por fiasco econômico

No dia em que o dólar superou a marca de R$ 3,90, o ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, culpa as eleições pelo que na verdade, é incompetência da política cambial do governo; "Existe uma tensão maior dada a transição politica, cenário de eleições, tudo isso agrega maior volatilidade e incerteza aos mercados", declarou", disse

Incompetente, Guardia culpa eleição por fiasco econômico
Incompetente, Guardia culpa eleição por fiasco econômico (Foto: Wilson Dias/Agência Brasil)

247 - Incompetente na questão da política cambial, que tem feito o dólar subir a quase R$ 4, o ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, culpou as eleições. A declaração a jornalistas foi feita no dia em que a cotação da moeda norte-americana superou a marca de R$ 3,90. 

"[A alta do dólar] faz parte parte de um movimento global. Evidente que tem as especificidades do caso brasileiro. Existe uma tensão maior dada a transição politica, cenário de eleições, tudo isso agrega maior volatilidade e incerteza aos mercados", disse Guardia. "O câmbio é flutuante, ele vai flutuar, e o BC tem buscado intervir para reduzir a volatilidade desse movimento", completou. 

A cotação do dólar nesse patamar revela que o programa A Ponte para o Futuro, implementado por PMDB e PSDB após o golpe que derrubou Dilma Rousseff, fracassou (leia mais).

Conheça a TV 247

Mais de Economia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247