Intervenção no Cruzeiro do Sul cria oportunidade no mercado de dívida

Segundo a Bloomberg, operadores deste mercado podem dobrar valor das aplicações com plano do governo de encontrar comprador para o banco

Intervenção no Cruzeiro do Sul cria oportunidade no mercado de dívida
Intervenção no Cruzeiro do Sul cria oportunidade no mercado de dívida (Foto: Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A intervenção do Banco Central no Cruzeiro do Sul, sob acusações de fraude, cria uma oportunidade para os operadores do mercado de dívidas de dobrarem suas aplicações com os planos do governo de vender o banco, de acordo com a Bloomberg.

Citando Barclays Plc e a Tradewire Securities LLC, a Bloomberg diz que os papéis do Cruzeiro do Sul com vencimento em 2016 estão subavaliados, a 54,4% do valor de face, mesmo após terem se recuperado da queda que se seguiu à intervenção no banco, em 4 de junho.

As duas instituições ouvidas pela Bloomberg acreditam que o preço vai passar de 100% do valor de face caso o Cruzeiro do Sul seja vendido ao Bradesco, Itaú Unibanco ou BTG Pactual.

"O negócio do Cruzeiro se encaixa como uma luva aos grandes bancos do Brasil", disse Rodrigo Steiner, diretor de vendas da corretora Tradewire, de Miami, em entrevista à Bloomberg. "Muitos investidores estão apostando que o FGC vai vendê-lo para outro banco. Se as perdas do Cruzeiro não forem muito altas, com certeza haverá muitos bancos interessados."

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo APOIA.se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247