IPOs da Caixa Seguridade e do IRB serão adiados

A situação no mercado de câmbio e juros fez com que o governo adiasse a abertura de capital da Caixa Seguridade e do IRB; a cotação do dólar subiu mais nesta quarta-feira (23) e chegou a atingir R$ 4,15; o Banco Central vendeu moeda americana para tentar segurar o preço, mas no fim do dia, a moeda valia R$ 4,14 - recorde histórico

A situação no mercado de câmbio e juros fez com que o governo adiasse a abertura de capital da Caixa Seguridade e do IRB; a cotação do dólar subiu mais nesta quarta-feira (23) e chegou a atingir R$ 4,15; o Banco Central vendeu moeda americana para tentar segurar o preço, mas no fim do dia, a moeda valia R$ 4,14 - recorde histórico
A situação no mercado de câmbio e juros fez com que o governo adiasse a abertura de capital da Caixa Seguridade e do IRB; a cotação do dólar subiu mais nesta quarta-feira (23) e chegou a atingir R$ 4,15; o Banco Central vendeu moeda americana para tentar segurar o preço, mas no fim do dia, a moeda valia R$ 4,14 - recorde histórico (Foto: Roberta Namour)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – Diante da situação no mercado de câmbio e juros, o governo decidiu adiar a abertura de capital da Caixa Seguridade e do IRB.

A cotação do dólar subiu mais nesta quarta-feira (23) e chegou a atingir R$ 4,15; o Banco Central vendeu moeda americana para tentar segurar o preço, mas no fim do dia, a moeda valia R$ 4,14 - recorde histórico.

A expectativa inicial era que os IPOs da Caixa Seguridade e a resseguradora IRB levantassem um total combinado de R$ 13 bilhões.

Segundo os documentos enviados à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a Caixa Seguridade planejava fazer uma oferta pública secundária de ações, que prevê que os recursos com a venda dos papéis sejam revertidos à Caixa Econômica Federal, controladora da empresa.

Já o IRB, um ex-monopólio estatal, afirmou no seu prospecto que os acionistas BB Seguros, Bradesco Auto RE e Itaú Seguros venderão fatias não especificadas em um IPO também de distribuição secundária. 

Leia aqui reportagem de Ribamar Oliveira sobre o assunto.  

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247