Ivan Valente: rebaixamento é soco no estômago de Meirelles e Temer

Para o deputado federal pelo PSOL-SP, após o rebaixamento na nota de risco do Brasil pela agência Standard & Poor´s, "vai bater o desespero e a chantagem para votar a reforma da Previdência"; "É necessário resistir a esta última ofensiva em ano eleitoral", defende

Para o deputado federal pelo PSOL-SP, após o rebaixamento na nota de risco do Brasil pela agência Standard & Poor´s, "vai bater o desespero e a chantagem para votar a reforma da Previdência"; "É necessário resistir a esta última ofensiva em ano eleitoral", defende
Para o deputado federal pelo PSOL-SP, após o rebaixamento na nota de risco do Brasil pela agência Standard & Poor´s, "vai bater o desespero e a chantagem para votar a reforma da Previdência"; "É necessário resistir a esta última ofensiva em ano eleitoral", defende (Foto: Gisele Federicce)

247 - O deputado federal Ivan Valente (PSOL-SP) avalia que o rebaixamento da nota do Brasil "é um soco no estômago" de Michel Temer e Henrique Meirelles.

"O rebaixamento do Brasil pela agência de risco Standart & Poors, a quem os neoliberais prestam vassalagem, é um soco no estômago de Meirelles e Temer", postou o deputado no Twitter.

"Vai bater o desespero e a chantagem para votar a reforma da Previdência. É necessário resistir a está última ofensiva em ano eleitoral", defendeu ainda.

A agência de classificação de risco Standard & Poor’s reduziu nesta quinta-feira 11 a nota de crédito da dívida soberana do Brasil para BB- ante a nota anterior BB, uma grande derrota do golpe.

Conheça a TV 247

Mais de Economia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247