'Já falei que não existe CPMF', diz Bolsonaro sobre suposta volta do imposto

Jair Bolsonaro negou que o governo esteja intencionado a recriar a CPMF. "Já falei que não existe CPMF. O que ele quer mexer, tudo proposta, não vai depois dizer lá na frente que eu recuei, tudo é proposta. Nós queremos facilitar o imposto de renda, aumentar a base, acabar com algumas deduções, diminuir o imposto máximo de 27,5%, diminuir um pouco", disse

Presidente Jair Bolsonaro fala à  imprensa ao sair do Palácio da Alvorada
Presidente Jair Bolsonaro fala à  imprensa ao sair do Palácio da Alvorada (Foto: Antonio Cruz/ Agência Brasil)

247 - O presidente Jair Bolsonaro negou nesta sexta-feira (9) que o governo esteja intencionado a recriar a Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF).

"Já falei que não existe CPMF. O que ele quer mexer, tudo proposta, não vai depois dizer lá na frente que eu recuei, tudo é proposta. Nós queremos facilitar o imposto de renda, aumentar a base, acabar com algumas deduções, diminuir o imposto máximo de 27,5%, diminuir um pouco. Essa que é a ideia", disse o chefe do Planalto a jornalistas na portaria do Palácio da Alvorada, residência oficial da Presidência.

De acordo com a proposta de reforma tributária em elaboração pelo Ministério da Economia, a contribuição seria criada para compensar a desoneração da folha de pagamento em todos os setores da economia. O novo tributo teria entre 0,5% e 0,6% sobre as movimentações financeiras.

A CPMF foi extinta em 2007 após uma campanha contrária de empresários e setores da sociedade civil.

Conheça a TV 247

Mais de Economia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247