Lava Jato: Petrobras quer bens como indenização

Independente das multas que serão aplicadas pela CGU (Controladoria Geral da União), as empresas serão acionadas para restituir parte do patrimônio desviado da Petrobras; intenção da estatal é garantir caixa para a exploração do pré-sal e, ao mesmo tempo, permitir que essas companhias possam retomar os projetos paralisados; endividadas, as empreiteiras poderão dar em contrapartida ações ou ativos, incluindo empreendimentos ou subsidiárias

Independente das multas que serão aplicadas pela CGU (Controladoria Geral da União), as empresas serão acionadas para restituir parte do patrimônio desviado da Petrobras; intenção da estatal é garantir caixa para a exploração do pré-sal e, ao mesmo tempo, permitir que essas companhias possam retomar os projetos paralisados; endividadas, as empreiteiras poderão dar em contrapartida ações ou ativos, incluindo empreendimentos ou subsidiárias
Independente das multas que serão aplicadas pela CGU (Controladoria Geral da União), as empresas serão acionadas para restituir parte do patrimônio desviado da Petrobras; intenção da estatal é garantir caixa para a exploração do pré-sal e, ao mesmo tempo, permitir que essas companhias possam retomar os projetos paralisados; endividadas, as empreiteiras poderão dar em contrapartida ações ou ativos, incluindo empreendimentos ou subsidiárias (Foto: Roberta Namour)

247 – A Petrobras estuda implementar um plano de ressarcimento pelos danos causados no esquema de corrupção da operação Lava Jato que inclui a cobrança de indenizações das empreiteiras envolvidas no esquema.

Independente das multas que serão aplicadas pela CGU (Controladoria Geral da União), as empresas serão acionadas para restituir parte do patrimônio desviado da Petrobras.

A intenção da estatal é garantir caixa para a exploração do pré-sal e, ao mesmo tempo, permitir que essas empresas possam retomar os projetos paralisados.

Endividadas, as empreiteiras poderão dar em contrapartida ações ou ativos (empreendimentos ou subsidiárias).

Leia aqui reportagem de Julio Wiziack sobre o assunto.

Conheça a TV 247

Mais de Economia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247