Meirelles promete liberar a maconha, se eleito

Embora não tenha nenhuma chance na corrida presidencial, o ex-ministro Henrique Meirelles abraçou uma boa causa: a descriminalização da maconha. "Acho que a maconha é uma questão de direito individual. Não devemos penalizar e criminalizar o consumidor. Principalmente se for para uso medicinal. Maconha eu liberaria, mas dentro de algumas restrições, com controle rígido, como outros países fazem. Ainda mais depois que as pesquisas apontaram que não causa danos permanentes. Cocaína sim. Tem que ser criminalizada", disse ele

Meirelles promete liberar a maconha, se eleito
Meirelles promete liberar a maconha, se eleito (Foto: REUTERS/Nacho Doce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – Embora não tenha nenhuma chance na corrida presidencial, o ex-ministro Henrique Meirelles abraçou uma boa causa: a descriminalização da maconha. "Acho que a maconha é uma questão de direito individual. Não devemos penalizar e criminalizar o consumidor. Principalmente se for para uso medicinal. Maconha eu liberaria, mas dentro de algumas restrições, com controle rígido, como outros países fazem. Ainda mais depois que as pesquisas apontaram que não causa danos permanentes. Cocaína sim. Tem que ser criminalizada", disse ele, em entrevista à revista Istoé.

O que torna impossível a eleição de Meirelles é sua participação no governo Temer, fruto de um golpe e também o mais rejeitado da história do Brasil. Governo que ele pretende defender. "Vou defender as realizações desse governo. Defenderei o teto de gastos, a reforma trabalhista, a governança das estatais, a política econômica, a reforma do ensino médio, assim como todas as profundas mudanças feitas por esse governo."

 

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247