Mercadante: investimentos da Petrobras podem 'hibernar'

"Essa queda do preço de petróleo evidentemente faz com que alguns investimentos sejam mantidos e outros vão ficar hibernando até que se melhore o cenário", disse o ministro da Casa Civil, Aloizio Mercadante, na noite de ontem; ele também deu uma boa notícia aos acionistas da empresa; "Essa regularização da parte do balanço, que é o que assegura financiamento e o risco da empresa, deve ser regularizado em breve", afirmou

"Essa queda do preço de petróleo evidentemente faz com que alguns investimentos sejam mantidos e outros vão ficar hibernando até que se melhore o cenário", disse o ministro da Casa Civil, Aloizio Mercadante, na noite de ontem; ele também deu uma boa notícia aos acionistas da empresa; "Essa regularização da parte do balanço, que é o que assegura financiamento e o risco da empresa, deve ser regularizado em breve", afirmou
"Essa queda do preço de petróleo evidentemente faz com que alguns investimentos sejam mantidos e outros vão ficar hibernando até que se melhore o cenário", disse o ministro da Casa Civil, Aloizio Mercadante, na noite de ontem; ele também deu uma boa notícia aos acionistas da empresa; "Essa regularização da parte do balanço, que é o que assegura financiamento e o risco da empresa, deve ser regularizado em breve", afirmou (Foto: Leonardo Attuch)

BRASÍLIA (Reuters) - O ministro da Casa Civil, Aloizio Mercadante, disse nesta quarta-feira que a queda do preço do barril de petróleo fará com que investimentos da Petrobras fiquem "hibernando" até que o cenário internacional melhore.

A Petrobras tem feito mudanças drásticas no seu programa de investimentos e está pressionada a publicar o balanço contábil apontando as perdas decorrentes do esquema de corrupção que está sendo investigado pela operação Lava Jato.

A redução dos investimentos da estatal gera preocupação também no governo, porque a companhia é responsável por cerca de 10 por cento dos investimentos no país e os cortes de projetos já estão gerando forte desemprego.

"Essa queda do preço de petróleo evidentemente faz com que alguns investimentos sejam mantidos e outros vão ficar hibernando até que se melhore o cenário", disse o ministro a jornalistas no Palácio do Planalto nesta quarta, após participar de uma reunião com a presidente Dilma Rousseff e com governadores do Nordeste, que demonstraram preocupação com a redução dos investimentos da estatal.

"Essa regularização da parte do balanço, que é o que assegura financiamento e o risco da empresa, deve ser regularizado em breve", afirmou.

Questionado sobre a possibilidade do balanço ser apresentado na próxima reunião do Conselho de Administração da Petrobras, Mercadante não quis comentar.

"Isso aí eu não vou me adiantar", disse.

(Reportagem de Jeferson Ribeiro)

Conheça a TV 247

Mais de Economia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247