Mercado mantém previsão de inflação e vê PIB maior

Analistas do mercado financeiro consultados pelo Banco Central (BC) ajustaram a projeção para o crescimento da economia este ano, que passou de 3% para 3,01%; em relação à inflação oficial, a taxa foi mantida em 5,71%

Mercado mantém previsão de inflação e vê PIB maior
Mercado mantém previsão de inflação e vê PIB maior
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Kelly Oliveira
Repórter da Agência Brasil

Brasília – Analistas do mercado financeiro consultados pelo Banco Central (BC) ajustaram a projeção para o crescimento da economia este ano. A estimativa para a expansão do Produto Interno Bruto (PIB), soma de todos os bens e serviços produzidos no país, passou de 3% para 3,01%.

A projeção ficou um pouco mais próxima da estimativa do BC (3,1%), divulgada na última quinta-feira (28). A previsão do BC está 2,2 pontos percentuais acima da expansão observada no ano passado (0,9%).

A estimativa para a expansão da produção industrial passou de 3% para 3,12%, este ano, e permanece em 3,95%, em 2014.

A projeção das instituições financeiras para a relação entre a dívida líquida do setor público e o PIB continua em 34,5%, este ano, e passou de 33,2% para 33,1%, no próximo ano.

A expectativa para a cotação do dólar foi mantida em R$ 2 para o final deste ano e em R$ 2,05, ao fim de 2014.

A previsão para o superávit comercial (saldo positivo de exportações menos importações) passou de US$ 13 bilhões para US$ 12,4 bilhões, neste ano, e de US$ 13,3 bilhões para US$ 12,65 bilhões, em 2014.

Para o déficit em transações correntes (registro das transações de compra e venda de mercadorias e serviços do Brasil com o exterior), a estimativa foi ajustada de US$ 65 bilhões para US$ 65,8 bilhões, em 2013, e de US$ 70,5 bilhões para US$ 70,67 bilhões, em 2014.

A expectativa para o investimento estrangeiro direto (recursos que vão para o setor produtivo do país) foi mantida em US$ 60 bilhões tanto para 2013 quanto para o próximo ano.

Mercado mantém em 5,71% estimativa de inflação oficial em 2013

A projeção de analistas de instituições financeiras pesquisadas pelo Banco Central (BC) para a inflação oficial, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), é 5,71%, este ano. Essa é a mesma estimativa divulgada na semana passada. Para 2014, a projeção subiu de 5,60% para 5,68%.

As estimativas estão acima do centro da meta de inflação, 4,5%, mas abaixo do limite superior de 6,5%. O aumento da inflação pode levar o BC a subir a taxa básica de juros, a Selic para calibrar os preços. Mas a expectativa das instituições financeiras é que essa alta não ocorra já na reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) do BC marcada para os dias 16 e 17 deste mês. A expectativa para essa reunião é que a Selic seja mantida no atual patamar (7,25% ao ano). Mas, ao final de 2013, a Selic deve estar a 8,5% ao ano, de acordo com as projeções dos analistas. Essa é a mesma projeção para o final do próximo ano.

A pesquisa do BC também traz a mediana das expectativas para a inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (IPC-Fipe), mantida em 5,26%, este ano, e em 5%, em 2014.

A projeção para o Índice Geral de Preços - Disponibilidade Interna (IGP-DI) foi alterada de 4,87% para 4,83%, este ano, e de 5,1% para 5,14%, em 2014. Para o Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M), a estimativa foi ajustada de 5,12% para 4,92%, este ano, e mantida em 5,31%, em 2014.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email