Mercado reduz projeção de crescimento do PIB: 1,23%

A falta de proposta para o crescimento econômico por parte de Jair Bolsonaro e do seu ministro da Economia, Paulo Guedes, faz as projeções de expansão do PIB caírem pela 13ª vez seguida; pesquisa Focus do Banco Central apontou que a estimativa de crescimento para o Produto Interno Bruto agora é de 1,23%, ante 1,24% na semana anterior

Mercado reduz projeção de crescimento do PIB: 1,23%
Mercado reduz projeção de crescimento do PIB: 1,23% (Foto: Esq.: Sergio Moraes - Reuters / Dir.: Cesar Ferrari - Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

(Reuters) - Os economistas consultados na pesquisa Focus do Banco Central fizeram ligeiros ajustes em suas expectativas nesta semana, com nova redução na estimativa para o crescimento da economia neste ano.

O levantamento divulgado nesta segunda-feira pelo Banco Central mostrou que a estimativa de crescimento para o Produto Interno Bruto (PIB) agora é de 1,23%, ante 1,24% na semana anterior. Para 2020 não houve alteração na projeção de uma expansão de 2,50.

O mercado também manteve as contas de uma alta do IPCA de 4,07% neste ano e de 4,00% no próximo. O centro da meta oficial de 2019 é de 4,25 por cento e, para 2020, de 4 por cento, ambos com margem de tolerância de 1,5 ponto percentual para mais ou menos.

O IPCA-15 subiu em maio 0,35%, acumulando em 12 meses alta de 4,93%, de acordo com os dados divulgados na sexta-feira pelo IBGE.[nL2N23008Z]

A pesquisa semanal Focus com uma centena de economistas mostrou ainda que a taxa básica de juros deve terminar 2019 a 6,5% e 2020 a 7,25%, sem alterações.

Já o Top-5, grupo dos que mais acertam as previsões, segue vendo a Selic respectivamente a 6,5% e 7,0%.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247