Mina vendida por Eike faz Anglo American perder US$ 4 bilhões

Projeto Minas-Rio virou fonte de fortes perdas para companhia estrangeira; mina comprada por US$ 5,2 bilhões, em 2007, por US$ 5,2 bilhões, até agora não produziu um grama de minério de ferro; previsão inicial de embarque em 2010 saltou para 2014 e pode se concretizar só em 2016; o vendedor?; Eike Sempre Ele Batista

Mina vendida por Eike faz Anglo American perder US$ 4 bilhões
Mina vendida por Eike faz Anglo American perder US$ 4 bilhões
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – Geólogos sabiam e o mercado já esperava. Mas a Anglo American foi mesmo a primeira a acreditar e a última a saber. A compra feita pela mineradora estrangeira, em 2007, por nada menos que US$ 5,2 bilhões, da operação de minério de ferro Minas-Rio, está se mostrando bem mais que um mico, e sim um verdadeiro King Kong. Tanto que, na terça-feira 29, a Anglo American registrou uma baixa contábil (prejuízo) de US$ 4 bilhões em seu balanço em razão do negócio. Ao contrário das promessas do vendedor, a mina de minério de ferro comprada pelos americanos e ingleses não começou a produzir em 2010, mas irá proporcionar as primeiras retiradas em 2014. Com sorte. Além disso, o investimento que inicialmente estava previsto em cerca de US$ 3 bilhões subiu para US$ 8,3 bilhões. Quem vendeu a mina problemática para a Anglo American? Como se diz, Eike 'Sempre Ele' Batista.

"O mercado gosta de comprar os olhos verdes de Eike", disse ao 247 o geólogo João Cavalcante. "Mas o conteúdo que ele vende nunca bate com o combinado". O caso do projeto Minas-São Paulo é típico. Analistas não acreditam nem mesmo que o primeiro embarque de minério de ferro possa ocorrer em 2014, o que já resultaria num atraso de quatro anos. Ouvido pelo jornal Valor Econômico, Tony Robson, da BMO Capital Markets, aposta em 2016.

O projeto Minas-Rio inclui um minerioduto de nada menos que 525 quilômetros, cuja estrutura atravessa 32 municípios, o que vai multiplicando as exigências de licenças ambientais. No total, o número de licenças necessárias chega a 300. A Anglo American ainda não conseguiu obter todas as autorizações. Não há garantia, nem mesmo, de que todo o minério de ferro prometido por Eike esteja mesmo debaixo da terra. Por todas estas, o Citigroup projetou que a baixa contábil de US$ 4 bilhões será pequena para cobrir novos prejuízos que devem surgir em curto prazo.

Enquanto os compradores estão estressados, Eike é só alegria.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo APOIA.se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247