Miriam Leitão vê exportações do agronegócio em risco com a submissão de Bolsonaro a Trump

A mudança da política externa, que foi mudada por Jair Bolsonaro para atender aos interesses dos Estados Unidos, e não mais do Brasil, pode fazer com que o Brasil perca um mercado de US$ 2 bilhões para o agronegócio, segundo aponta a jornalista Miriam Leitão

(Foto: Reprodução | PR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – A jornalista Miriam Leitão avalia que a economia brasileira pode perder um mercado bilionário com a sua nova política externa, que atende aos interesses de Estados Unidos e Israel – e não mais do Brasil. "O Brasil exportou no ano passado US$ 2 bilhões para o Irã, e o país é considerado um mercado importante para o agronegócio brasileiro", lembra ela em sua coluna.

"Os analistas consideram que as palavras do governo Bolsonaro de alinhamento com Israel e agora essa posição do Itamaraty podem acabar afetando o comércio. Do que nós vendemos, 44% é milho, o principal produto da pauta de importação do Irã. Foram US$ 940 milhões de janeiro a novembro. O segundo, que representa 39%, é a soja, o terceiro item de importação do país. E 10% é carne bovina congelada. E depois é cana de açúcar", afirma ainda a jornalista.

"Tudo é complexo demais para se tomar decisões com base em ideologia ou alinhamento automático com os Estados Unidos no meio de uma escalada imprevisível. De novo, faltou cautela à política externa de Bolsonaro", diz Miriam, que parece não se dar conta de que o Brasil passa por um processo de recolonização desde o golpe de 2016 contra a ex-presidente Dilma Rousseff, que defendia os interesses nacionais e por isso foi derrubada.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo APOIA.se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247