Moeda digital avança na China e programa-piloto processa 3,13 milhões de transações

O e-yuan está sendo usado para vários métodos de pagamento e pode vir a substituir o papel moeda

(Foto: Aleksandr Demyanchuk/Sputnik)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Do canal RT – O Banco Popular da China (PBOC) disse que 3,13 milhões de transações foram processadas usando a moeda digital soberana do país como parte de uma série de programas piloto em andamento nas principais cidades, como Shenzhen e Xiongan.

De acordo com o vice-governador do banco, Fan Yifei, a moeda foi usada para transações no valor de mais de 1,1 bilhão de yuans (US$ 162 milhões). Os pilotos também serão conduzidos nos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim em 2022, disse ele.

Os programas-piloto tiveram um “progresso positivo”, com mais de 6.700 casos de uso implementados no final de agosto para transações que variam de pagamentos de contas e transporte a serviços governamentais.

“O PBOC considera o renminbi digital uma infraestrutura financeira importante para o futuro”, disse Fan, conforme citado pelo South China Morning Post.

O e-yuan está sendo usado para vários métodos de pagamento, incluindo códigos de barras, reconhecimento facial e transações "tap-and-go", explicou ele. Mais de 113.300 carteiras digitais pessoais e cerca de 8.800 carteiras digitais corporativas foram abertas como parte do programa piloto.

Em maio, o PBOC revelou planos de ter sua moeda digital soberana pronta a tempo para as próximas Olimpíadas de Inverno. Ele disse que a nova moeda, que não tem um nome oficial, mas é conhecida por sua abreviação interna DCEP - ou Digital Currency Electronic Payment - irá compartilhar alguns recursos com criptomoedas como Bitcoin e Libra do Facebook. A moeda é projetada para substituir o dinheiro em circulação.

O DCEP foi introduzido em quatro cidades principais: Shenzhen, Suzhou, Chengdu e a Nova Área de Xiongan na província de Hebei ao norte. O governo já começou a pagar aos funcionários públicos do distrito de Xiangcheng, em Suzhou, metade de seu subsídio de transporte em moeda digital como parte do teste na cidade.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247