Monica de Bolle: renda básica universal é uma necessidade mundo afora

A economista e professora da Universidade Johns Hopkins, nos EUA, defende que a renda básica universal “é a única forma, de fato, para você tentar fazer algo para dar sustento às pessoas nesse momento de grandes transformações”. Assista na TV 247

Monica de Bolle
Monica de Bolle (Foto: Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A economista e professora da Universidade Johns Hopkins em Washington, Estados Unidos, Monica de Bolle disse à TV 247 que o auxílio emergencial dado pelo governo federal aos brasileiros durante a pandemia de Covid-19 precisa ser transformado em renda básica universal permanente.

Para Monica, que participou de um debate sobre o tema junto com o vereador Eduardo Suplicy no 247, a renda básica universal “é a única forma, de fato, para você tentar fazer algo para dar sustento às pessoas nesse momento de grandes transformações”.

Ela explicou que o debate sobre este tema já vinha ganhando força antes da pandemia de coronavírus por conta do aumento da desigualdade social e das mudanças nas relações de trabalho. 

“O debate sobre renda básica universal já estava colocado antes da epidemia, em dois contextos. A constatação de que há anos, mas sobretudo depois da crise de 2008, a desigualdade aumentou brutalmente, e isso não se circunscreveu aos países menos desenvolvidos, mas foi uma coisa generalizada, inclusive virou um grande debate nos Estados Unidos. Então esse debate já existia por conta do aumento da desigualdade e também por conta dessas mudanças de relações de trabalho que já vinham acontecendo há algum tempo”.

A economista afirmou que a renda básica universal é uma necessidade global em termos de políticas públicas.

Inscreva-se na TV 247 e assista à entrevista na íntegra:

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247