Montezano promete abrir "caixa-preta" do BNDES por "patriotismo"

Novo presidente do BNDES, Gustavo Montezano, afirmou que irá trabalhar para explicar a “caixa-preta” da instituição - uma das promessas de campanha de Jair Bolsonaro - porque é um “patriota”

(Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil)

247 - O novo presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Gustavo Montezano, afirmou que irá trabalhar para explicar a “caixa-preta” da instituição de fomento porque é um “patriota”. A abertura da “caixa-preta” do BNDES foi um das promessas de campanha do presidente Jair Bolsonaro, que defende a tese de que o banco foi utilizado pelos governos do PT de forma fraudulenta para beneficiar governos de países como Cuba e Venezuela, considerados por Bolsonaro como “comunistas”.

"Vamos explicar a 'caixa-preta' para a população brasileira. O banco está sendo atacado. Questionam a capacidade do banco, o patriotismo, precisamos virar essa página. Explicar tudo o que tiver, abrir toda informação que o brasileiro quiser ver, e aí vamos virar essa página, pois existe essa nuvem cinza em cima do banco”, disse Montezano. 

"Isso é um marco zero da nossa estratégia. Vamos mostrar que somos sim patriotas e transparentes e mostrar um banco de serviço”, completou em seguida. As declarações foram feitas durante um discurso no teatro do BNDES onde um telão exibia manchetes de jornais alusivas ao tema abordado. 

Na última terça-feira, porém, Montezano disse não ter opinião formada sobre a existência de uma caixa-preta no BNDES. “Não tenho opinião formada sobre o tema [caixa-preta] ainda. Estou vindo com a cabeça aberta sobre o conteúdo das informações que estão lá e estou pedindo prazo de dois meses para formar uma opinião a respeito do tema”, afirmou na ocasião. 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247