Moody's deve rebaixar nota brasileira até semana que vem, avalia governo

A agência de classificação de risco Moody's deve rebaixar a nota brasileira entre esta e a próxima semana, de acordo com avaliação da equipe econômica de Michel Temer. Representantes da agência se reuniram com o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, para avaliar o cenário econômico e político do País; não deram uma resposta oficial ao governo sobre o rebaixamento, mas assessores de Meirelles afirmam que esse será o caminho; se confirmado, será o terceiro das principais agências nos últimos dias


A agência de classificação de risco Moody's deve rebaixar a nota brasileira entre esta e a próxima semana, de acordo com avaliação da equipe econômica de Michel Temer. Representantes da agência se reuniram com o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, para avaliar o cenário econômico e político do País; não deram uma resposta oficial ao governo sobre o rebaixamento, mas assessores de Meirelles afirmam que esse será o caminho; se confirmado, será o terceiro das principais agências nos últimos dias
A agência de classificação de risco Moody's deve rebaixar a nota brasileira entre esta e a próxima semana, de acordo com avaliação da equipe econômica de Michel Temer. Representantes da agência se reuniram com o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, para avaliar o cenário econômico e político do País; não deram uma resposta oficial ao governo sobre o rebaixamento, mas assessores de Meirelles afirmam que esse será o caminho; se confirmado, será o terceiro das principais agências nos últimos dias (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A agência de classificação de risco Moody's deve rebaixar a nota brasileira entre esta e a próxima semana, de acordo com avaliação da equipe econômica de Michel Temer. Representantes da agência se reuniram com o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, nesta quarta-feira (28) para avaliar o cenário econômico e político do País. Não deram uma resposta oficial ao governo sobre o rebaixamento, mas assessores de Meirelles afirmam que esse será o caminho. A informação é do blog do Valdo Cruz, no G1.

Apesar do rebaixamento, o terceiro das principais agências nos últimos dias, o governo não vê prejuízos no curto prazo para a economia. E equipe de Meirelles entendeu que a piora nas notas de risco do País não está afetando diretamente o mercado financeiro e não terá impacto sobre o comportamento da economia brasileira. 

A Standard & Poor's e a Fitch já rebaixaram suas classificações da nota sobre o Brasil. De acordo com essas duas agências, atualmente o país está três degraus abaixo do selo de bom pagador, o grau de investimento, que indica se um local é seguro ou não para investimentos.

A classificação da Moody's para o Brasil atualmente está dois degraus abaixo do grau de investimento.

 

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247