Moraes suspende redução de IPI para itens que também são produzidos na Zona Franca de Manaus

O ministro determinou que a redução não pode valer para "produtos produzidos pelas indústrias da Zona Franca de Manaus que possuem o Processo Produtivo Básico"

www.brasil247.com - Ministro Alexandre de Moraes
Ministro Alexandre de Moraes (Foto: Adriano Machado/Reuters)


247 - O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes suspendeu, nesta segunda-feira (8), parte de um decreto do governo federal sobre a redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI). O juiz determinou que a redução, editada no fim de julho, não pode valer para "produtos produzidos pelas indústrias da Zona Franca de Manaus que possuem o Processo Produtivo Básico".

De acordo com a legislação, mercadorias que possuem o "Processo Produtivo Básico" são consideradas "efetivamente industrializadas" no Brasil. Na Zona Franca, produtos fabricados de acordo com este modelo têm incentivos fiscais. As ações em tramitação no STF afirmam que, ao conceder incentivo fiscal às fábricas das outras regiões, o governo diminuiria a competitividade das empresas da Zona Franca.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email