Moro lamenta saída de seu indicado para o comando do Coaf

Desgastado e com derrotas no governo Jair Bolsonaro, o ministro Sérgio Moro (Justiça) lamentou a decisão do Banco Central de substituir Roberto Leonel no comando da Unidade Inteligência Financeira (UIF), órgão que substituirá o Coaf. "Pena que a transferência do Coaf ao Banco Central inviabilizou a sua permanência", disse

(Foto: Marcelo Camargo - ABR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, lamentou a decisão do Banco Central de substituir Roberto Leonel no comando da Unidade Inteligência Financeira (UIF), órgão que substituirá o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf).

"Conheço Roberto Leonel há mais de uma dezena de anos, desde o apoio por ele dado no Caso Banestado às investigações criminais. Servidor da Receita Federal exemplar e dedicado. Pessoa ímpar. Chamei-o ao Coaf onde fez um trabalho notável, reforçando o órgão. Pena que a transferência do Coaf ao Banco Central inviabilizou a sua permanência", disse o ex-juiz à coluna de Bela Megali, do jornal O Globo.

Desgastado com as irregularidades da Lava Jato que vêm sendo reveladas pelo site Intercept Brasil, Moro sofre derrotas no governo Jair Bolsonaro. O Coaf ficou pouco mais de três meses na pasta da Justiça e depois foi transferido para a da Economia pelo Congresso.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email