Mourão fala em criar fundo com royalties do petróleo para atenuar aumentos de combustíveis

“Na minha visão, a solução para isso é se a gente conseguisse criar um fundo soberano com base nos royalties do petróleo, e esse recurso, quando houvesse essas flutuações, fosse utilizado para amortecer os aumentos. Não tem outra solução fora disso aí”, disse ele

(Foto: Romério Cunha/Flickr)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

BRASÍLIA/SÃO PAULO (Reuters) – O vice-presidente da República Hamilton Mourão negou nesta segunda-feira que o governo tenha interferido na Petrobras (PETR3;PETR4) ao indicar um novo presidente para a empresa na sexta-feira, em meio a disputa sobre preços dos combustíveis, e disse ver a criação de um fundo como possível saída para aliviar flutuações do diesel e gasolina.

O presidente Bolsonaro disse na sexta-feira que o governo indicou Joaquim Silva e Luna para assumir o comando da Petrobras ao final do mandato do atual CEO Roberto Castello Branco, em meados de março.

Luna, que até então comandava a hidrelétrica binacional de Itaipu, foi na mesma linha de Mourão em entrevista à Rádio Bandeirantes nesta segunda-feira, ao comentar sobre a possibilidade de um fundo ser usado para amortecer o efeito sobre consumidores das variações de preços internacionais do petróleo.

Ao conversar com apoiadores na saída do Palácio da Alvorada, Mourão disse que pessoalmente acredita que um fundo abastecido com royalties gerados pela exploração de petróleo poderia ser uma saída para que preços dos combustíveis não flutuassem de forma tão abrupta.

A Petrobras já reajustou o diesel em suas refinarias em mais de 27% no acumulado do ano, enquanto a gasolina subiu 35%.

“Na minha visão, a solução para isso é se a gente conseguisse criar um fundo soberano com base nos royalties do petróleo, e esse recurso, quando houvesse essas flutuações, fosse utilizado para amortecer os aumentos. Não tem outra solução fora disso aí”, disse Mourão.

Inscreva-se no canal de cortes da TV 247 e saiba como o golpe de 2016 é a causa do aumento dos preços:


O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email