MP quer que BNDES suspenda empréstimos à Sete Brasil

Empresa é vinculada à Petrobras e foi criada para viabilizar a construção de sondas para explorar a camada de pré-sal; a Sete Brasil enfrenta uma série de dificuldades financeiras e vem tentando renegociar as dívidas junto aos credores até conseguir o financiamento de US$ 9 bilhões do BNDES

Empresa é vinculada à Petrobras e foi criada para viabilizar a construção de sondas para explorar a camada de pré-sal; a Sete Brasil enfrenta uma série de dificuldades financeiras e vem tentando renegociar as dívidas junto aos credores até conseguir o financiamento de US$ 9 bilhões do BNDES
Empresa é vinculada à Petrobras e foi criada para viabilizar a construção de sondas para explorar a camada de pré-sal; a Sete Brasil enfrenta uma série de dificuldades financeiras e vem tentando renegociar as dívidas junto aos credores até conseguir o financiamento de US$ 9 bilhões do BNDES (Foto: Paulo Emílio)

247 - O Ministério Público entrou com um pedido junto ao Tribunal de Contas da União (TCU) para suspender de forma imediata os empréstimos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) à Sete Brasil, empresa vinculada a Petrobras e que foi criada para viabilizar a construção de sondas para explorar a camada de pré-sal.

O pedido de suspensão foi feito na semana passada pelo procurador Julio Marcelo de Oliveira na semana passada e ainda não foi analisado pelo ministro do TCU Weder de Oliveira, responsável pela relatoria. A Sete Brasil vem enfrentando uma série de dificuldades financeiras e vem tentando renegociar as dívidas junto aos credores até conseguir o financiamento de US$ 9 bilhões do BNDES.

Para o procurador, o empréstimo deve ser reavaliado me funçõa das dificuldades financeiras enfrentadas pela Sete, além do fato de que a justificativa para a contratação das sondas sofreu mudanças. O planejamento para a contratação das sondas foi feita quando o barril de petróleo variava entre US$ 95 e US$ 100. Atualmente este valor está cotado em cerca de US$ 55 dólares o barril, sendo que a cotação do dólar está em alta.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247