MPF do Ceará abre investigação sobre BNB

Presidente do Banco, Ary Joel Lanzarin, recebia irregularmente como conselheiro de duas empresas privadas, da rede de varejo Magazine Luiza e da administradora de cartões Alelo; o estatuto da instituição proíbe essa participação e prevê demissão se a regra for descumprida

MPF do Ceará abre investigação sobre BNB
MPF do Ceará abre investigação sobre BNB
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O Ministério Público Federal do Ceará abriu investigação para apurar a informação de que o presidente do Banco do Nordeste do Brasil (BNB), Ary Joel Lanzarin, recebia dinheiro de duas empresas privadas.

A denúncia foi divulgada neste fim de semana pelo jornal "Folha de São Paulo", e confirmada pelo próprio Lanzarin. "Foi um ato falho da governança do banco (BNB), que não me avisou (da proibição de ser conselheiro fiscal ) quando assumi a presidência, (em 06 de setembro do ano passado)", atribuiu o executivo.

Ele pediu demissão dos conselhos da rede de varejo Magazine Luiza e da administradora de cartões Alelo -parceria do Bradesco com o Banco do Brasil, dos quais participava irregularmente.

Em e-mail encaminhado ao Ministério da Fazenda, Lanzarin afirmou que vai devolver o dinheiro recebido, cerca de R$ 67 mil, às empresas ou doar a uma instituição filantrópica.

O estatuto do BNB proíbe essa participação e prevê demissão se a regra for descumprida.

 

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para co[email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247