Não vejo por que não ter uma Disney na Amazônia, diz diretor do Ministério da Economia

O diretor da Secretaria Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade, Jorge Hargrave, afirmou que o Ministério da Economia quer lançar em breve "uma agenda de melhoria do ambiente de negócios na Amazônia"

Jorge Hargrave
Jorge Hargrave

247 - O diretor da Secretaria Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia, Jorge Hargrave, disse, em encontro com empresários no Rio de Janeiro nesta quinta-feira (13), que o Ministério da Economia planeja lançar em breve "uma agenda de melhoria do ambiente de negócios na Amazônia". Com informações da Época.

"Por que não ter uma Disney na Amazônia? Por que não temos mais turistas indo para lá? Qual é a visão do Ministério da Economia? O ministério é liberal. A política do governo hoje é sair da frente dos bons empreendedores. Você tem uma série de gargalos na lei de concessões, e isso precisa ser revisto", falou o diretor.

Hargrave foi questionado sobre como conciliar a preservação da floresta amazônica com um projeto de um parque como a Disney. "Acho que o governo não está bem posicionado para responder isso. Quem tem que responder isso são os investidores. Você tem o exemplo da Costa Rica, que é um país com alto grau de conservação florestal, mas ao mesmo tempo com muitos parques nacionais, com uma ampla base de turismo sustentável. A lei do que pode e o que não pode está dada. Cabe aos investidores criar modelos de negócios que sejam compatíveis com a legislação brasileira", respondeu.

Complementando a fala, Jorge Hargrave disse não ver razões que impeçam a instalação da Disney na Amazônia. "Eu, pessoalmente, acredito que é possível. Não vejo por que não (ter uma Disney). De novo, esse governo não fala em incentivar nada, a gente não vai escolher setores, não vai escolher ganhadores. A gente acredita em melhorar o ambiente de negócios para que os empreendedores… Imagina o empreendedor que tem um parque na Costa Rica. Um parque sustentável, que você vê a floresta, vai na cachoeira, seguindo a legislação. Ele fala: gostaria de abrir um similar na Amazônia. O que o governo não quer é criar um gargalo para que o empreendedor que tiver essa ideia não venha. A gente quer que ele venha".

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247