Nassif questiona papel de Janot no pagamento da Petrobras aos EUA

Na apuração de responsabilidades, é importante levantar o papel do ex-Procurador Geral da República Rodrigo Janot. Saber que tipo de informações ele levou ao Departamento de Justiça e que acabou ajudando no embasamento das ações, diz Luis Nassif, ao comentar o pagamento de R$ 10 bilhões que Pedro Parente decidiu fazer a investidores dos Estados Unidos

Na apuração de responsabilidades, é importante levantar o papel do ex-Procurador Geral da República Rodrigo Janot. Saber que tipo de informações ele levou ao Departamento de Justiça e que acabou ajudando no embasamento das ações, diz Luis Nassif, ao comentar o pagamento de R$ 10 bilhões que Pedro Parente decidiu fazer a investidores dos Estados Unidos
Na apuração de responsabilidades, é importante levantar o papel do ex-Procurador Geral da República Rodrigo Janot. Saber que tipo de informações ele levou ao Departamento de Justiça e que acabou ajudando no embasamento das ações, diz Luis Nassif, ao comentar o pagamento de R$ 10 bilhões que Pedro Parente decidiu fazer a investidores dos Estados Unidos (Foto: Leonardo Attuch)

Por Luis Nassif, no jornal GGN A reportagem da Reuters sobre o acordo entre a Petrobras e os acionistas norte-americanos que a acionaram não dá margem a dúvidas. Os investidores decidiram processar a Petrobras depois que os procuradores da Lava Jato acusaram os executivos da empresa de aceitar mais de US$ 2 bilhões em subornos e envolveram nas acusações os ex-presidentes Maria das Graças Foster e José Sérgio Gabrieli.

O que a Petrobras está perdendo com esse acordo é várias vezes mais do que o dinheiro recuperado pela Lava Jato.

Na apuração de responsabilidades, é importante levantar o papel do ex-Procurador Geral da República Rodrigo Janot. Saber que tipo de informações ele levou ao Departamento de Justiça e que acabou ajudando no embasamento das ações.

Leia a íntegra no GGN.

Conheça a TV 247

Mais de Economia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247