Padilha: seria ótimo repetir déficit de R$ 170 bi

Para o ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha seria "ótimo" manter o déficit em R$ 170 bilhões porque "crescendo zero" o déficit público em 2017, significaria "estabilidade com tendência de baixa"; o governo interino de Temer tem sofrido críticas, sobretudo de analistas do mercado financeiro, sobre "ambiguidades" na área fiscal, como aceitar a elevação de salários do funcionalismo público e elevar o Bolsa Família em 12,5%, nos dois casos um aumento de despesa obrigatória

Brasília - O ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, anuncia medidas para reduzir os gastos públicos (José Cruz/Agência Brasil)
Brasília - O ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, anuncia medidas para reduzir os gastos públicos (José Cruz/Agência Brasil) (Foto: Roberta Namour)

247 - No momento em que o governo interino busca consenso sobre qual deverá ser a meta fiscal de 2017, o ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, fez uma declaração sugestiva.

Segundo ele, seria "ótimo" manter o déficit em R$ 170 bilhões porque "crescendo zero" o déficit público em 2017, significaria "estabilidade com tendência de baixa".

Temer tem sofrido críticas, sobretudo de analistas do mercado financeiro, sobre "ambiguidades" na área fiscal, como aceitar a elevação de salários do funcionalismo público e elevar o Bolsa Família em 12,5%, nos dois casos um aumento de despesa obrigatória.

Leia aqui reportagem de Andréa Jubé sobre o assunto.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247