Pandemia do novo coronavírus ameaça capitalismo nos EUA, diz economista

Milhares de empresas norte-americanas foram forçadas a fechar as portas pela pandemia da Covid-19

(Foto: REUTERS/Dado Ruvic)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Sputnik - Um especialista financeiro norte-americano referiu os números sombrios da economia do país, avisando que é necessário aumentar os apoios às pequenas empresas.

Milhares de empresas norte-americanas foram forçadas a fechar as portas pela pandemia da Covid-19. A devastação das pequenas empresas durante a crise apresenta riscos para o capitalismo nos Estados Unidos, advertiu Mohamed El-Erian, chefe da assessoria econômica da Allianz, uma empresa multinacional de serviços financeiros, em declarações ao canal CNBC.

"Se você quer que o capitalismo seja sustentado, você precisa da participação de muitas pessoas. Você não pode obter participação se houver apenas grandes corporações", disse o especialista.

El-Erian lembrou que as pequenas empresas são "a principal forma de ter um capitalismo inclusivo, um sistema baseado no mercado inclusivo".

Dados econômicos

A pandemia do coronavírus afetou dramaticamente a economia dos EUA, deixando milhões de americanos desempregados, observou.

O canal citou os dados da empresa financeira norte-americana Yelp, de 11 de agosto, com 155.000 relatos de fechamento de negócios desde 1º de março. Cerca de 91.000 fechamentos, ou 59%, são permanentes.

"O Congresso criou em março o Programa de Proteção de Salários [PPP, na sigla em inglês] como uma forma de conceder empréstimos que podem se transformar em subsídios para pequenas empresas. Bilhões de dólares foram emprestados através do programa. No entanto, o prazo para solicitar os empréstimos PPP agora fechou, e as negociações sobre outra lei de alívio do coronavírus pararam", lamentou.

Além disso, segundo El-Erian, o programa de empréstimos Main Street da Reserva Federal, banco central dos EUA, "não está indo bem".

"Precisamos consertar isso e podemos consertar [...] É apenas uma questão de vontade política", disse ele.

"Estou muito preocupado. Esta dispersão pode ser boa para o mercado de ações, pode ser boa para os campeões nacionais, mas terá enormes implicações econômicas e sociais no futuro", concluiu o economista.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247