Para conter desvalorização do real, BC venderá dólares

Banco Central fará ofertas diárias de swaps cambiais (venda de dólares no mercado futuro) no valor de US$ 500 milhões, até o fim do ano, para conter a valorização da moeda norte-americana, que ultrapassou a cotação de R$ 2,45 na véspera; instituição também vai fazer, uma vez por semana, leilões de venda direta de dólares das reservas, com compromisso de recompra futura; essas operações serão na faixa de US$ 1 bilhão

Banco Central fará ofertas diárias de swaps cambiais (venda de dólares no mercado futuro) no valor de US$ 500 milhões, até o fim do ano, para conter a valorização da moeda norte-americana, que ultrapassou a cotação de R$ 2,45 na véspera; instituição também vai fazer, uma vez por semana, leilões de venda direta de dólares das reservas, com compromisso de recompra futura; essas operações serão na faixa de US$ 1 bilhão
Banco Central fará ofertas diárias de swaps cambiais (venda de dólares no mercado futuro) no valor de US$ 500 milhões, até o fim do ano, para conter a valorização da moeda norte-americana, que ultrapassou a cotação de R$ 2,45 na véspera; instituição também vai fazer, uma vez por semana, leilões de venda direta de dólares das reservas, com compromisso de recompra futura; essas operações serão na faixa de US$ 1 bilhão (Foto: Valter Lima)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Stênio Ribeiro
Repórter da Agência Brasil

Brasília – O Banco Central (BC)anunciou, no início da noite desta quinta-feira (22), que pretende fazer ofertas diárias de swaps cambiais (venda de dólares no mercado futuro) no valor de US$ 500 milhões, até o fim do ano, para conter a valorização da moeda norte-americana, que ultrapassou a cotação de R$ 2,45 na véspera.

A instituição também vai fazer, uma vez por semana, leilões de venda direta de dólares das reservas, com compromisso de recompra futura. Essas operações serão na faixa de US$ 1 bilhão, informou a assessoria do Banco Central, que estima disponibilidade de US$ 60 bilhões para as operações até 31 de dezembro.

Os dois leilões de hoje, nos quais o BC ofereceu US$ 4 bilhões, já compõem a estratégia de usar parte dos US$ 373,5 bilhões das reservas internacionais para segurar o câmbio. O banco não informou quanto conseguiu colocar no mercado, mas a operação teve êxito, contendo a valorização do dólar, que fechou o dia cotado a R$ 2,432, com queda de 0,78%.

O BC dará continuidade a o processo amanhã (23), com mais uma atuação forte no mercado, e já comunicou às instituições financeiras credenciadas a operar com câmbio que fará um leilão, às 11h15, para venda de mais US$ 1 bilhão, com compromisso de recompra no dia 2 de janeiro de 2014.

Edição: Nádia Franco

Todo o conteúdo dest

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email