Parente deverá explicar desvalorização de ativos da Petrobras

Comissão de Minas e Energia da Câmara realizará audiência pública para discutir o impacto dos impairments, que são um tipo manobra contábil de desvalorização de ativos, realizados pela Petrobras na gestão de Pedro Parente; requerimento da audiência pública foi articulado pela Federação Única dos Petroleiros (FUP) em conjunto com a deputada Ana Perugini (PT-SP); "Os impairments têm sido responsáveis pela desvalorização de 112 bilhões de reais da Petrobras, este valor é 18 vezes maior que os apurados pela Lava-jato, como fruto da corrupção. Diante desta verdadeira entrega da empresa é necessário que a sociedade tenha conhecimento", disse o diretor da FUP Leonardo Urpia

Comissão de Minas e Energia da Câmara realizará audiência pública para discutir o impacto dos impairments, que são um tipo manobra contábil de desvalorização de ativos, realizados pela Petrobras na gestão de Pedro Parente; requerimento da audiência pública foi articulado pela Federação Única dos Petroleiros (FUP) em conjunto com a deputada Ana Perugini (PT-SP); "Os impairments têm sido responsáveis pela desvalorização de 112 bilhões de reais da Petrobras, este valor é 18 vezes maior que os apurados pela Lava-jato, como fruto da corrupção. Diante desta verdadeira entrega da empresa é necessário que a sociedade tenha conhecimento", disse o diretor da FUP Leonardo Urpia
Comissão de Minas e Energia da Câmara realizará audiência pública para discutir o impacto dos impairments, que são um tipo manobra contábil de desvalorização de ativos, realizados pela Petrobras na gestão de Pedro Parente; requerimento da audiência pública foi articulado pela Federação Única dos Petroleiros (FUP) em conjunto com a deputada Ana Perugini (PT-SP); "Os impairments têm sido responsáveis pela desvalorização de 112 bilhões de reais da Petrobras, este valor é 18 vezes maior que os apurados pela Lava-jato, como fruto da corrupção. Diante desta verdadeira entrega da empresa é necessário que a sociedade tenha conhecimento", disse o diretor da FUP Leonardo Urpia (Foto: Aquiles Lins)

247 - A Comissão de Minas e Energia da Câmara realizará audiência pública para discutir o impacto dos impairments, que são um tipo manobra contábil de desvalorização de ativos, realizados pela Petrobras na gestão de Pedro Parente. O requerimento da audiência pública foi articulado pela Federação Única dos Petroleiros (FUP) em conjunto com a deputada Ana Perugini (PT-SP). 

A audiência pública é uma forma de esclarecer a população sobre quais são os critérios adotados pela atual gestão da Petrobras para a realização dos impairments, já que estes implicam na garantia das riquezas da Petrobras. A da presença de Pedro Parente, atual presidente da companhia foi sugerida no requerimento.

"O requerimento que aprovamos foi em função da desvalorização do patrimônio passivo da Petrobras, que joga o valor da empresa lá embaixo", lembrou a deputada Ana Perugini. "Nós estamos aguardando uma data a ser proposta pelo presidente da Petrobras, para que possamos debater e tirar todas as dúvidas em relação ao processo de desvalorização", afirmou.

"Os impairments têm sido responsáveis pela desvalorização de 112 bilhões de reais da Petrobrás, este valor é 18 vezes maior que os apurados pela Lava-jato, como fruto da corrupção. Diante desta verdadeira entrega da empresa é necessário que a sociedade tenha conhecimento, daí a importância da realização de audiências públicas. Continuaremos subsidiando os parlamentares que, da mesma maneira que nós petroleiros, querem defender a Petrobrás e o Brasil", completou Leonardo Urpia, diretor da FUP.

Conheça a TV 247

Mais de Economia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247