Petrobras analisa aumento de 15% na gasolina

A presidente da Petrobrás, Graça Foster, não confirma, mas a recomendação de reajuste aparece no Plano de Negócios da companhia. O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, afirmou que a questão voltou a ser analisada pelo governo

Petrobras analisa aumento de 15% na gasolina
Petrobras analisa aumento de 15% na gasolina (Foto: Folhapress_Divulgação_Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - Os combustíveis devem custar 15% mais caro ao bolso dos consumidores em breve. É o que aponta o Plano de Negócios da Petrobrás, que será detalhado no próximo dia 25. Segundo informações publicadas pelo Estadão, esse foi o porcentual que a direção executiva da Petrobrás apresentou como necessário para financiar o pesado plano de negócios da empresa, que prevê investimentos de US$ 236,5 bilhões até 2016, 5,2% a mais do que o do plano anterior (2011-2015).

A presidente da Petrobrás, Graça Foster, não confirmou a recomendação: "As recomendações que são feitas em vários segmentos do plano são reveladas na hora de sua revelação, na hora em que a gente abre o plano".

No entanto, o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, afirmou nesta terça-feira que o reajuste de gasolina voltou a estar em análise pelo governo, ao contrário do que disse na semana passada:

- Nós temos preocupação com a Petrobras sim, e é preciso entender que os preços não sobem na bomba de gasolina há mais de 9 anos, pois o aumento que houve recentemente foi absolvido pela Cide (taxa cobrada sobre a gasolina) e não foi repassado ao consumidor. É um assunto que vem sendo examinado com cuidado, com toda a prudência, porque nós não desejamos complicar o problema da inflação – disse o ministro – Nós estamos estudando o tema permanentemente e vamos ter uma conclusão em algum tempo – reforçou.

PUBLICIDADE

As ações da Petrobras aceleraram o ritmo de alta nesta terça-feira, após a declaração do ministro de Minas e Energia.

"A presidente da Petrobras já tinha dito no fim de semana que o preço da gasolina terá de ser reajustado. Essa afirmação do Lobão reforçou a percepção do mercado de que a pressão pelo reajuste aumentou e de que isso está mais próximo de ocorrer", disse Henrique Florentino, da equipe de análise da Um Investimentos.

PUBLICIDADE

Às 16h10, a ação preferencial da Petrobras subia 5,34 por cento, a 19,91 reais, e a ordinária avançava 6,15 por cento, a 20,70 reais. OGX também se beneficiava da expectativa de reajuste e subia 3,01 por cento, a 10,28 reais. Enquanto isso, o Ibovespa tinha alta de 2,24 por cento.

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email