Petrobras quer abrir PDV em empresas privatizáveis

Com o plano de demissão voluntária, a Petrobras pretende reduzir o quadro de pessoal em 12 mil pessoas, reduzindo gastos em R$ 33 bilhões durante quatro anos; entre as empresas atingidas pelo PDV, está a BR Distribuidora, cujo controle poderá ser compartilhado com a iniciativa privada, conforme defende o atual presidente da companhia, Pedro Parente

Com o plano de demissão voluntária, a Petrobras pretende reduzir o quadro de pessoal em 12 mil pessoas, reduzindo gastos em R$ 33 bilhões durante quatro anos; entre as empresas atingidas pelo PDV, está a BR Distribuidora, cujo controle poderá ser compartilhado com a iniciativa privada, conforme defende o atual presidente da companhia, Pedro Parente
Com o plano de demissão voluntária, a Petrobras pretende reduzir o quadro de pessoal em 12 mil pessoas, reduzindo gastos em R$ 33 bilhões durante quatro anos; entre as empresas atingidas pelo PDV, está a BR Distribuidora, cujo controle poderá ser compartilhado com a iniciativa privada, conforme defende o atual presidente da companhia, Pedro Parente (Foto: Leonardo Attuch)

247 – A Petrobras quer abrir um Plano de Demissão Voluntária (PDV) para a BR Distribuidora, que será estendido aos funcionários de todas as subsidiárias colocadas à venda, segundo reportagem de Antônio Pita.

Com o PDV, a companhia espera desligar até 12 mil funcionários e economizar R$ 33 bilhões em quatro anos. Nos últimos anos, especialmente depois da Operação Lava Jato, a empresa já reduziu drasticamente o número de funcionários. Hoje, a companhia trabalha com 276 mil empregados, sendo apenas 78 mil próprios. Há três anos, o total chegava a 440 mil.

"A decisão de abrir um novo PDV para as empresas a serem vendidos foi informada pelo diretor de Refino e Gás Natural, Jorge Celestino Ramos, em comunicado interno", informa Pita.

Com o plano de demissão voluntária, a Petrobras pretende enxugar a folha de servidores de todas as companhias, cujo controle poderá ser compartilhado com a iniciativa privada, conforme defende o atual presidente da companhia, Pedro Parente.

 

 

Conheça a TV 247

Mais de Economia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247