PIB: até mesmo o “1%” começa a “perigar”

"A perspectiva de desempenho da economia brasileira, que começou o ano com 'sonháticos' 3% já baixou, nas contas oficiais do Governo, para algo em torno de 1,5%. No mundo real, muita gente já duvida que chegue a 1%. Ou seja, zero, na prática", diz Fernando Brito, do Tijolaço

PIB: até mesmo o “1%” começa a “perigar”
PIB: até mesmo o “1%” começa a “perigar” (Foto: Adriano Machado - Reuters)

Por Fernando Brito do Tijolaço - O IBGE divulgou hoje o resultado do setor de serviços no Brasil, no mês de maio.

A queda de 3,8%, ao contrário do que aconteceu com a indústria, pesa muito nos cálculos do Produto Interno Bruto: representa 73% do total de toda a atividade econômica.

No ano de 2018, e nos últimos 12 meses, o acumulado voltou a índices claramente negativos, ficando  1,3% negativo em relação ao período de janeiro a maio.

Nos subsetores, só o de intermediação financeira (bancos) tem resultado positivo, assim mesmo de apenas 1%.

A perspectiva de desempenho da economia brasileira, que começou o ano com “sonháticos” 3% já baixou, nas contas oficiais do Governo, para algo em torno de 1,5%.

No mundo real, muita gente já duvida que chegue a 1%.

Ou seja, zero, na prática.

Conheça a TV 247

Mais de Economia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247